quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Mais dois fuzis a serem conhecidos pela tropa: o AR-70 de fabricação italiana e o CQ de fabricação chinesa.

Fuzil AR-70 fabricado na Itália

Famosa por fabricar pistolas, a fábrica Beretta produziu o AR-70; em calibre 5.56 OTAN pode portar até 30 projéteis em seu carregador, disparando à taxa de até 670 tiros por minuto, um pouco acima da média para fuzis desse porte. Pronta, assim como outras mencionadas, para adaptar uma mira telescópica de 4x. Pode disparar em qualquer dos 3 modos: semi-automático, rajadas curtas ou automático.


Fuzil CQ fabricado na China

O fuzil CQ é na verdade uma cópia do M16A1 americano. O CQ apareceu pela primeira vez durante o início de 1980, produzido pelo Estado chinês incialmente para exportação, sendo vendido a militares e civis, sendo vendido principalmente para países asiáticos, como o Irã. Este fuzil funciona exatamente da mesma maneira do M16A1, com duas partes de alumínio receptor, mesma ação direta de gás e meso design rotativo parafuso. A única diferença visível entre o CQ e o M16A1 é a forma do cabo, handguard e buttstock.

Um comentário:

jusmilitar disse...

Parabéns pelo site!!!
ass. Jusmilitar