segunda-feira, 18 de maio de 2009

BATALHÃO DE CHOQUE E OUTRAS UNIDADES ESPECIALIZADAS DA PM/SE, RECEBERÃO TREINAMENTO SOBRE A PISTOLA TASER M-26.


A Polícia Militar, através da 3ª Seção do Estado Geral (PM-3), realiza inscrições até o dia 20 de maio para o Curso de Operador de Pistola Taser. O treinamento tem como objetivo preparar profissionais de segurança pública para atuarem nas diversas ocorrências do cotidiano com segurança e destreza ao utilizar a pistola Taser M-26.

“A intenção da PM é evitar falhas dos nossos profissionais na execução do policiamento preventivo/repressivo, bem como proporcionar total segurança quanto à utilização de armas de baixa letalidade que emitem impulsos elétricos em forma de ondas cerebrais. Nesse primeiro momento, serão capacitados os policiais lotados em Batalhões e Companhias especializados que receberam exemplares do armamento”, destacou o coronel PM Claudemir Mendonça Silva, chefe da 3ª Seção do Estado Maior Geral.

A Pistola Taser M-26 é um armamento de baixa letalidade recentemente adquirida pelo Ministério da Justiça e repassada às Polícias Militares dos Estados conveniados ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). É uma arma não letal que paralisa e derruba os infratores, permitindo que o policial detenha o indivíduo mantendo sua integridade física e preservando a segurança do cidadão.

No momento em que é deflagrado, cada cartucho do Taser libera cerca de 40 confetes com o respectivo número de série. Além disso, cada Taser traz em seu interior uma memória que armazena o histórico de utilização do equipamento. Trata-se de uma arma não letal que revoluciona a capacidade de ação da PM, ao mesmo tempo em que defende os direitos do cidadão.

Até o dia 20 de maio, os policiais militares sergipanos terão a oportunidade de efetivar as inscrições no referido treinamento. As aulas serão ministradas por instrutores da Polícia Militar de Sergipe que possuem o Curso de Instrutor de Pistola Taser – nível multiplicador – conferido pela Força Nacional de Segurança Pública.

“Cada turma a ser capacitada será composta por 20 militares. Os policiais inscritos para o curso ficarão afastados do serviço momentaneamente, para se dedicar ao curso em tempo integral. O conteúdo programático foi dividido em três unidades, onde o rendimento da aprendizagem será aferido através de prova teórica e prática”, afirmou o coronel PM Mendonça.

Inicialmente a capacitação foi dividida em duas equipes, onde cada tropa (Batalhão ou Companhia) estará durante dois dias recebendo o treinamento. A data das aulas está prevista para ocorrer entre os dias 8 de junho e 13 de julho. Nesta fase, serão treinados policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), Comando de Operações Especiais (COE), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp), além dos 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º e 8º Batalhões de Polícia Militar. “A PMSE recebeu um total inicial de 45 pistolas. Tais armamentos já foram destinos às Unidades que irão passar pela capacitação”, explicou o coronel PM Maurício Iunes, comandante do Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC).

Um comentário:

carlos roberto silveira disse...

SP.06.07.2009
Vigilância Privada também esta autorizada a usar armas de choque, espargidor de gás pimenta e algemas.

Agora liberada para segurança privada.
Com a publicação da portaria.n°358 de 25.06.2009(publicação no diário oficial da união).Alcance da arma ate 10 metros
Para o transporte de valores o alcance será de 50 metros

Em seu artigo. 70 e parágrafo 11,autoriza que as empresas possa comprar e utilizar armas de descarga elétrica na segurança privada,(armas não letais).
Treinamento com duração de 14 hs., Para a segurança patrimonial e pessoal.
Neste treinamento esta embutida o uso do gás de pimenta e algemas.

Já para os que trabalham no transporte de valores o treinamento será de 20 hs, pois tem também o uso de granada de gás lacrimogêneo.
Projéteis de borracha. Nas armas de calibre 12.

Escola provig, esta programando para o dia 11.07.2009 o primeiro treinamento para o corpo de instrutores desta escola, contato.
Renato Souza, tel.3618.4900 nextel. 78550399.
Tel. da policia federal sp. 3538.5000.
Para conseguir imagens ver com a escola e a empresa que ira treinar...

Alguns dados :uma arma de fogo , custa hoje R$ 1700,00 , as munições deveriam ser trocada a cada 6 meses assim diz o fabricante, mas nem 10 % das 1400(em todo o pais) empresas de segurança fazem a troca como determina o fabricante.
Usa-se(arma de fogo) por mais de vinte anos, pois não tem prazo de validade.

Uma arma de choque agora no mercado brasileiro , importada por uma só empresa , estrangeira autorizada pelo Exercito Brasileiro , ainda não temos todas as informações .


Colete a prova de balas .
Os coletes a prova de balas , após o vencimento que são de 5 anos devem ser devolvidos a empresa fabricante para que seja destruído..isto vale para toda empresa de segurança e vigilância e as empresas de transporte de valores..
Conquista.
A conquista da obrigação de fornecer o colete a prova de bala é de dez de 2006 ,através da portaria 191 de 2006 do Ministério do Trabalho e emprego.Até dez de 2011 todos os postos de trabalho ( de todo o Pais ) que utilize arma deve fornecer os coletes , são 20 % do efetivo de trabalhadores,.hoje tem aproximadamente 270 mil armas nas empresas de segurança privada.
Por outro lado os seguranças irregular , só no estado de são Paulo, chega a cifra de 400 mil , no Brasil tem mais de 1.8 milhões de segurança e vigilantes clandestino..incluindo esses que fazem a pseudo segurança nas vias publicas .
So para lembrar na via publica , somente a Policia Militar pode atuar.