quarta-feira, 15 de julho de 2009

POLÍCIA MILITAR, ATRAVÉS DO BATALHÃO DE CHOQUE E POLÍCIA CIVIL, FARÃO AÇÕES CONJUNTAS CONTRA O TRÁFICO DE DROGAS.

Reunião entre gestores do Batalhão de Choque (BPchq) e o Departamento de Narcóticos

A Polícia Militar e a Polícia Civil vão unir forças através de duas de suas principais unidades para otimizar o enfrentamento ao tráfico de entorpecentes. A parceria foi firmada nesta quarta-feira, 15, durante reunião entre gestores do Batalhão de Choque (BPchq) e o Departamento de Narcóticos (Denarc). O objetivo é integrar as ações de investigação e cerco aos bandidos na capital e interior de Sergipe.

Atualmente, policiais civis e militares recebem denúncias e apuram os fatos e fazem as prisões isoladamente, o que muitas vezes interrompe o trabalho de uma outra equipe, que já estava no caso. Por isso a ideia agora é facilitar a troca de informações entre Polícia Civil e Polícia Militar e reunir as equipes nos momentos de intervenção. O cronograma de ações não foi divulgado, mas envolverá operações constantes.

"Essa integração é uma orientação da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) para que as duas corporações passem a realizar de forma unificada levantamentos e abordagens para identificar e neutralizar de forma mais eficaz pontos de venda de drogas, além de prender os responsáveis por trazer os produtos ilegais para o estado e vêndê-los nas cidades", informou o diretor do Denarc, Flávio Albuquerque.

Para o comandante do Choque, tenente-coronel Enilson Aragão, as duas polícias atuam bem na localização e prisão de traficantes, mas a atuação coordenada das equipes civis e militares irá melhorar o desempenho contra o crime. "O tráfico de drogas tem uma tendência de organização muito grande, por isso o Estado precisa utilizar melhor seus meios tecnológicos e humanos. E é isso que vamos fazer", revelou.

Um comentário:

2 SGT PM FILIPINO disse...

Que Deus proteja os senhores nesta ação conjunta, coroando de sucesso e tranquilidade toda e qualquer ação....
o trafico de drogas é algo que vem assolando nossa sociedade, cada vez mais organizado e disseminado, roubando vidas jovens destruindo familias e desordenando cidades...
Nós profissionais de segurança devemos estar sempre a frente, combatendo diretamente esse crime, que tras como consequencia inumeros outros delitos, que surgem na consequencia direta deste , pois viciados fazem qualquer coisa para sustentar seus vicios, e por sua vez ao fazerem uso das dorgas, criam animos animalescos causando tragedias inimaginaveis, que sempre acabam envolvendo inocentes e destruindo familias...
um forte abraço a todos do batalhão de choque , ha tempo não postava pois além dos cursos do senasp estava empenhado com minha companhia de força tatica aqui de ribeirão preto -sp, que vem desenvolvendo inumeras operações inclusive relacionadas ao combate ao trafico de drogas.
qualque coisa contacte..16-39699984 Cia força tatica do terceiro batalhão do interior ( policia militar de São Paulo).
2 sgt pmesp filipino